Quem sou eu

Minha foto
SOU FILHA DE UM DEUS PODEROSO, QUE QUER SEMPRE O MEU MELHOR, AS VEZES EU NÃO ENTENDO, MAS ACREDITO MUITO NISSO.

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Oiêeeeee!

Quando eu imaginei que nunca mais voltaria a blogar, eis que o insta e o face ficou pequeno demais pra mim. kkkkkk Depois de anos afastada de internet e de tantas coisas que me acrescentavam tanto na vida e me ajudavam a me descobrir, resolvi voltar e contar pra mim mesma e pra quem por acaso passar por aqui a minha vida e o meu dia a dia, os meus feitos, idéias e pensamentos.... O que tenho feito? Desde quando? Acho que hoje não vou ter tempo pra contar em um post os meus últimos anos, mas vamos começar daqui pra frente e voltar as vezes num flash back. kkkk Conheci tantas pessoas que nem imaginam que eu existo.... em insta e youtube.... li muitas coisas que me fizeram tao bem e me descobri como um ser diferente. revi conceitos e continuo sendo eu as vezes. kkkk Bom, estamos em casa novamente depois de andar por esse mundão de meu Deus. mexemos daqui e dali e nossa casa virou uma casa enorme e linda, mudamos paredes, acrescentamos cômodos e reviramos tudo ate ficar do nosso jeito. no momento estamos nos finalmente e vou mostrando como está AQUI ESTÁ O MEU CANAL deem uma passadinha por lá. postei varias coisinhas. bj e até logo!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

um olá pra mim!

Oi, "eu" de quarenta anos!!!! Quanto tempo...já são quase 42! Quantas coisas aconteceram.....e eu aqui pensando em como teria sido 'se'.... Eu sei que eu jamais saberei, mas acho que valeu a pena o que aconteceu apesar de não estar feliz . Teria tanta coisa pra dizer se eu tivesse tido oportunidade de escrever antes e em cada momento expressar minhas experiências e emoções, mas o fato é que tudo se passou e eu não registrei na hora e hoje já nem faz mais sentido, talvez eu até fale uma coisinha aqui e outra alí no decorrer desse meu retorno, mas certamente não terá mais a força do momento. Tristeza... sim, eu estou triste, mas isso não é novidade na minha vida, só que hoje estou com uma tristeza calma, suave, serena...Não é como antes, aquela tristeza e a obrigação de ser forte de prover de não ter tempo de chorar e respeitar a mim mesma. Sempre fugi de mim, nunca me olhei de frente e me permiti alguns momentos pra admitir que eu estava cansada, exausta, querendo ficar sozinha, chorar ou não, fazer o que eu queria e não o que eu precisava, nunca me permiti ficar atoa sem culpa, nunca me permiti ter sem antes dar e eu queria dar muito mais que eu podia e isso me fazia sofrer um sofrimento profundo. Hoje eu vejo que era uma bobagem, que eu poderia ter relaxado um pouco... sofri tanto em vão! Hoje um hino de vida pra mim seria "EPITÁFIO" . Ai, que horror! Como se não desse tempo mais.... Na verdade hoje a minha tristeza é de frustração. É frustração, de ter feito tudo que eu fiz e ainda assim estar sozinha hoje. Meus planos eram viver rodeada de minhas filhas, genros e netos, ou só nós 3 como antes.Poderiamos trabalhar, as 3 e juntas comprar, gastar, realizar, vivermos melhor... Ai, como era bom! E como seria bom "se"!!! As 3 mocinhas.... Mas esse, era o meu sonho! O delas não! Como cada um conta a sua própria história, elas foram contar a delas e eu... bem, eu fiquei aqui. Mas não quero ser como o meu pai que chega a ser desagradável de tantas lamentações e só lamentações. Acho que ainda dá tempo de contar outra história... Estava pensando em estudar, fazer cursos, aprender a tocar um instrumento musical, ir conhecer as rádios da cidade e região, fazer amizade com os comunicadores nas redes sociais, conhecer as pessoas de uma igreja, fazer jantares, café da tarde, sei lá... Mas uma coisa que eu já estou fazendo e que está me fazendo muito bem, é me dar presentes, muitos presentes... (antes eu tinha que fazer meu dinheiro render pra comer, morar e dar o impossível, ser mais do que eu era, não falhar, não decepcionar. Hoje sem esse peso de responsabilidade eu posso mais pra mim.) uma blusinha, um calçado, uma calça maquiagens e outras coisas. Tá certo que ainda cheia de culpa e pensamentos do tipo "deveria guardar esse dinheiro pra ajudar minhas filhas. ou, estou gastando demais, estou gastando atoa.... mas aos poucos vou me curar desse sofrimento bobo e me deixar ser feliz. Outra mudança enorme que acontece comigo hoje aos quase 42 anos é que eu não busco mais a felicidade em lugares, não faço planos mirabolantes com minha vida em outro lugar como eu fiz a vida toda. Nem tão pouco com corte e cor de cabelo, essas coisas externas não vão mudar meu interior. Eu preciso mudar algo lá dentro, me conhecer, fazer o bem pra mim como eu fiz pras minhas filhas a vida toda, me tratar com amor e carinho, enxergar meus limites e respeitar o meu "eu". Preciso aprender a conviver com as pessoas, ser agradável, comunicativa e feliz.... mas só com quem realmente valer a pena. Fazer um circulo e ir abrindo aos poucos, preciso confiar em alguém e encontrar algo em comum em outras pessoas e não ser esse ET pra vida toda. Necessito fazer parte de um grupo, me sentir aceita, respeitada, ouvida, querida, ajudada, amparada, requisitada, útil.... Bom... Acho que hoje é isso! Meio sem noção eu sei, mas eu me entendo! até logo!

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Relatos 002

Então.... estou a mais de 15 dias com 40 anos. kkkk, vou dizer que não é nenhuma doença ter 40. Cortei meus cabelos bem curtinhos e todo mundo achou que ficou bem em mim. recebi em minha casa a atual esposa do meu ex marido e o filhinho deles e não achei nada demais nisso. a não ser por ter uma casa minúscula e pouca grana pra ser uma boa anfitriã. Como toda pessoa que a gente acaba de conhecer, eu fiquei observando e fazendo minhas criticas, não por ela ser a atual do meu ex, mas como pessoa mesmo independente de estar com quem está. achei ela meio fechada, misteriosa, discreta... mas nada que seja defeito. Minha filha mais nova viajou com ela pra conhecer o restante da família dele em Rondônia. Ela faz falta aki. já com saudades. Sobre meu emprego e o acordo....Essa semana completa 6 meses de carteira assinada e mais de um mês que eu saí do trabalho. ele fez um acordo comigo pra eu receber seguro desemprego e essa semana é a hora de dar baixa e entrada no seguro e FGTS. Imagino que ele deva dar uma enrolada, mas vai acabar me pagando aos poucos. Estou trabalhando com ele indiretamente pq fiz meu cadastro na UP essências e adquiri meu kit na rede dele. vou vender bem, pq ja estava trabalhando nisso desde setembro. Anne vai mesmo morar com o namorado e eu vou dar uma sumidinha pro Pernambuco no carnaval e ver se me acostumo lá. Nao quero me mudar de vez, quero ir, fazer meus exames de rotina, ver a possibilidade de morar no Cabo ou em um lugar próximo, mas sem pressa nem mudança. Nao quero tralhas. começando do zero sem desalojar e desestruturar minhas filhas. Colocando as contas na ponta do lápis e indo de vagar. Minha maior preocupação que deveria ser eu mesma, como mãe babona e super-protetora, são minhas filhas. Quero deixar compra feita, pratos prontos congelados, bilhetinhos pra todo lado, orientações básicas de como manter a casa em ordem e que não falte grana pra elas se virarem e não passarem falta de nada. Quero que elas tenham lazer, ocupação e não fiquem tristes aqui. E eu? bom, eu me viro e aguento o tranco. Estar com meu esposo é minha obrigação e um prazer. Dar e receber carinhos e cuidados... mas sei que a vida é bem mais que isso, precisamos de no mínimo uma estrutura pra morar e isso deve demorar um pouco. Temos que dar conta da casa aqui, das contas que deixamos e preparar as meninas pra assumirem o que elas fizerem. Ainda temos que dar assistência ao filho menor dele que mora com a mãe e ainda ter condições de ter uma vida normal, fazer nossos planos e construir nosso novo lar. Não estou bem certa de que indo pra lá vai ser bom, pq vou ficar na casa dos pais dele e ve-lo somente nos finais de semana, as passagens que ele vai gastar pra ir me ver vai ser um dinheiro perdido todo mes, faríamos muitas coisas com esse dinheiro mas agora é o que temos. vou e depois analiso se continuo la e de que forma vamos resolver tudo e sermos felizes. vou ficar sem internet por uns tempos, isso tbm me angustia, na casa dos outros, sem ele comigo todos os dias e sem nada pra fazer nem net pra se distrair..... mas vou tentar ser gente grande dessa vez. ROLA MEDO, DUVIDA, PLANO B E TUDO QUE TENHO DIREITO. MAS ROLA ESPERANÇA DE QUE TUDO SAIA BEM TBM. SEJA O QUE DEUS QUISER.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Enfim, 40!

Nem sei direito por onde começar, mas decidi relatar minha vida novamente pra ver se me organizo e me oriento. pra começar acho que devo me identificar e relatar como vivo e me sinto hoje. Com certeza estou melhor que a algum tempo, mas não estou feliz. Carrego em mim uma tristeza e uma infelicidade sem fim desde que me conheço. deixei de tomar antidepressivos pela milionésima vez, pq eles não me fazem bem nem mal. tomo ainda um tranquilizante ao dormir e as vezes durante o dia pra tentar viver melhor. Minhas filhas já são quase adultas e não dependem tanto de mim, isso me tranquiliza bastante. Anne acabou der abrir o salão dela e está se encaminhando profissionalmente.O namoro vai bem e parece que se casam em breve. Laiza começa o terceiro ano em poucos dias e se encaminha tbm, em nome de Jesus. ela deve viajar com a esposa do pai por uns dias para ficar perto do irmão e depois volta a rotina de sempre. quero que ela faça um curso esse ano e preencha a vidinha dela pra espantar essa tristeza sem motivo herdada de mim Juares está em Pernambuco a trabalho ja a 3 meses, nesse período pensei mil bobagens e fiz outras mil. ele veio no final do ano e eu nem sei dizer se gostei ou nao. na verdade nao tenho muita opçao, ou nao enxergo nenhum outro caminho. a minha familia o detesta e o reprova, ele nao faz questao de ser agradavel com ninguem e assim vamos levando, as vezes me irrito outras tento entender... como todo casal. Ter minha casa própria já virou pesadelo, pq meu pai e minha madrasta fazem da nossa vida um inferno. falam mal da gente com vizinhos e parentes, criticam tudo que fazemos e não fazemos, jogam na cara toda hora o que deram e o que fizeram por nós etc etc etc. não sei se vou continuar investindo la ou se vou embora de vez e esqueço essa casa. Vim passar uns dias na casa da minha irma em sao mateus, vou ao medico quinta feira, check up de rotina. Deixei meu emprego de auxiliar odontológico depois do recesso. não era o que eu queria pra minha vida e estava me sentindo presa e sugada demais. e na verdade quero ir embora e viver feliz com meu esposo. ir embora sempre me remete aos fracassos que tivemos na Bahia e no Paraná, mas continuo com coragem de recomeçar sempre. troquei minha prótese dentária por uma bem melhor e mais bonita, mas ainda faltam alguns ajustes para ela ficar mais firme. vamos fazer isso na segunda feira. ainda nao sei qto devo receber mas fiz um combinado de deixar minha carteira assinada pra eu receber seguro desemprego e PIS esse ano e ano que vem. nao acho que estou gorda, confesso que cheguei aos 40 bem melhor que imaginava, mas sei que posso melhorar muito. estou com menos de 70 kg mas tenho uma barriga que me deixa triste. quero dar fim nela. se eu puder quero retirar pele dos seios sem ter que colocar silicone e aplicar um botox nos labios. A partir de agora tbm nao quero comprar roupas a doidado. quero adquirir peças boas de qualidade. com calçado tbm penso assim. nao quero fazer minha casa bonita e eu mais ou menos. quero conforto em casa e beleza em mim. acho que é isso. estou meio destreinada em desabafar em blog, afinal faz mais de um ano que nao mexo com isso. mas essa é a minha vida real atual.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

eu nao tomo jeito....
Ando, meio desligadaaaaaaaaaaaaaaaaaa. nao tenho muito tempo mais para net, blog etc. mas nunca deixei de visitar os meus preferidos, mesmo que sem comentar. muita coisa aconteceu nesses meses. eu até mudei de profissão.... agora sou auxiliar de odontologia especializada em implantodontia. meu esposo foi trabalhar em Pernambuco e as coisas meio que mudaram da agua para o vinho, mais uma vez. mas pelo menos agora temos um salário todo mês e podemos fazer planos novamente. A nossa casa foi nosso primeiro investimento. Não gastamos muito, não fizemos grandes coisas. Mas já melhorou bastante. terminamos de rebocar, subimos as paredes da área de serviço, o que nos custou alguns sacos de cimento, argila, areia, lajota e mão de obra de 600.00. nós mesmo passamos uma tinta barata que ficou em menos de 100,00.
pensamos em fazer tantas coisas mas temos um grande dilema. final de ano, recesso de trabalho para meu amor que na verdade trabalho mesmo só iniciou ontem. foram 2 meses de espera para entrar na obra. e o meu recesso que será no mesmo período. não sei se vou e tiro ferias, conheço o território e penso em ir embora, se deixo que ele venha e depois vá novamente e passamos mais um tempo sem nos ver, ou se ele deixa essa vida de viajante do mndo e vem de vez embora. na verdade a ultima opção é a que menos nos atrai nesse momento. afinal estar empregado e bem empregado é privilégio de poucos. a vantagem de eu ir é que eu descansaria de rotina de trabalho, casa etc. a desvantagem é q gastaríamos uma grana que poderia ser investida na nossa casa. a vantagem dele vir, é a economia com gastos de hospedagem e alimentação e a ajuda que ele poderia dar para a obra andar mais rápido. o prazer ou a razão? que Deus esteja a frente das nossas decisões. se vc passou aqui nao deixe de dar sua opinião.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Eu ja fui assim...

Essa sou eu, com menos de 18 anos,com as páginas da vida em branco prontas para receber uma linda história. cheia de fantasias e muitos sonhos, anseios, desejos.... ah, se eu pudesse voltar no tempo! faria tanta coisa diferente... muitas saudades de mim.
comecei a trabalhar em rádio. perdi a virgindade. sai de casa. conheci e fui morar com minha mae. tive um emprego que mal pagava meus gastos. tive um caso com um homem casado. morei na casa de um pastor fiquei gravida do filho dele me casei com ele. tentei me separar dele. me mudei de cidade. arrumei um emprego em uma radio gospel. trai muito meu marido. tive outra filha. trabalhei em uma radio maravilhosa que me pagava muito bem. nos mudamos pra rondonia. tive um caso com um homem casado. meu marido teve um caso. meu marido foi pro exterior. voltei para o espirito santo com minhas filhas. trtabalhei em outra radio muito especial, ganhei muito dinheiro. montei uma casinha linda. meu marido voltou do exterior. voltamos pra rondonia. o dinheiro q ele trouxe so deu pra fazer um muro. nos mudamos de cidade. trabalhei numa radio e fiz muito sucesso, aprendi muito e fui pra tv. meu marido voltou para o exterior. tive um caso serio. compramos um caro. compramos uma casa. reformamos a casa. nos separamos. eu larguei tudo, menos as minhas filhas. com depressao, passei por momentos terriveis. sofri pra xuxu. voltei a trabalhar e renasci. conheci um homem especial. ele me fez sentir mulher de verdade e uma menina tbm. tive varias decepçoes. me divorciei do meu primeiro marido. firmei meu compromisso com esse homem. fui muito feliz, fui muito infeliz. nos mudamos pra bahia, foi muito ruim. voltamos sem nada. quase fomos pra cadeia- fomos pro parana. foi tenebroso. voltei com minhas filhas e nós, separados. ele veio e prometemos nao sair mais daqui. ganhamos uma casinha quase pronta. trabalhamos feito loucos para terminar por dentro e sair do aluguel. aprendemos muitas coisas. tentei ir prara a igreja dele. minha familia sempre fazia pouco caso da gente. nos sentimos excluidos. nos afastamos. passamos muitas dificuldades. fiz faxina para comprar comida. faz 3 meses que estou trabalhando como auxliar de dentista. ele nao arrumou nenhum emprego fixo. ele foi pro recife. a essa hora o aviao está ousando lá. estou sentindo um vazio enorme. estou vendo minha familia se reaproximando de mim. nao estou feliz. o que mais vai acontecer?